quinta-feira, 9 de março de 2017

A volta das festas de aniversário feitas em casa

Comemorar aniversário em casas de festas acontece com menos frequência a cada dia, devido principalmente ao custo elevado. As pessoas estão descobrindo que fazer festa em casa além de mais econômico é muito divertido.  Colocar a mão na massa e escolher os detalhes da festa torna esse dia muito mais especial, seja qual for a celebração. 

As festas infantis permitem inúmeras possibilidades e os adultos organizadores aproveitam para reviver a própria infância. É claro que dá um pouquinho de trabalho, mas nada que um bom planejamento e muita criatividade não resolvam. Você não precisa fazer tudo ou encomendar tudo, pois são tantas as possibilidades que você pode manter o seu limite na execução das tarefas sem extrapolar o orçamento.

Numa matéria publicada pela Veja São Paulo, na internet, as colunistas Anna Carolina Oliveira e Taís Hirata afirmam que na era dos bufês infantis, fazer uma festa infantil em casa é um diferencial bem econômico. Quem sente saudades dos aniversários tradicionais, com decoração feita à mão e quitutes caseiros, pode comemorar. Se o estilo dos pais é mais prático e falta paciência para a organização, não é preciso abandonar a idéia, pois a tradição volta à moda de cara nova e com algumas facilidades. Segundo os especialistas consultados, a tendência é personalizar: do convite aos salgadinhos, da decoração às brincadeiras, tudo para deixar a festa com a cara da criança. “O aniversariante se sente mais anfitrião da festa, que ganha mais significado, pois ele pode participar da montagem”, afirma Maria Estela Curioni, assessora de eventos. Para ver a matéria na integra clique aqui. 

Então, pra facilitar o planejamento da sua comemoração, vou te mostrar um roteirinho que eu uso e acredito que facilita muito a organização da festa: 

1. Tema 

Toda comemoração precisa de um tema: batizado, formatura, aniversário infantil, chá de bebê, aniversário adulto... Pode ser de personagem, cor, animais, brinquedos, esportes... Se for infantil, normalmente o tema é escolhido pelos pais quando a criança tem até 3 ou 4 anos de idade, a partir daí fica a cargo da criança a definição do tema.

O tema vai ditar o enredo da festa. E um ótimo exercício pra te ajudar na criação da festa é anotar pelo menos 10 palavras que vem a sua mente quando você pensa no tema. Por exemplo, se o escolhido for ‘Branca de Neve’, quais são as palavras que te surgem? Maçã, anões, príncipe, vermelho, amarelo, azul, floresta, flores, bichinhos, espelho, bruxa, e por aí vai...


2. Local e Convidados

Esses dois itens devem ser pensados juntos, pois um influencia o outro. Pode ser no quintal de casa, no salão de festas do prédio, em um parque ou praça pública, na escola... O que importa neste momento é ter bom senso e avaliar a lista de convidados; se o local é aberto ou fechado; possibilidade de chuva, frio e calor; acomodação e praticidade. 

3. Planejamento e Pesquisa 

Se parece difícil pra você organizar uma festa, te digo: não é! Se parece fácil, te digo: não é! Como assim??? É preciso planejamento. São muitos detalhes, então comece a pensar com antecedência. Procure referências sobre seu tema na internet. Este blog é uma ótima inspiração!!! Monte um arquivo com tudo o que você quer em sua festa. Muitas coisas você mesma vai fazer e outras, vai adquirir por um preço justo.

 
4. Gastos

Baseada na sua pesquisa você começará a definir o que cabe em sua festa, de acordo com seu orçamento. Lembre-se que a mesa dos parabéns é a vitrine da sua festa. Então, essa deverá ser a prioridade. Claro que você também precisa pensar e conciliar o cardápio, a animação, o restante da decoração do ambiente e uma lembrancinha aos convidados. 

5. Cardápio

Você não pode se esquecer de pesquisar sobre o que deve servir aos convidados considerando o clima e o período do ano, o ambiente (local) que acontecerá a festa e o tema escolhido. Numa festa infantil sempre são benvindos sanduíches, pipoca salgada e doce, pão de queijo, gelatina, docinhos, confeitos de chocolate, espetinho de frutas, sucos, muita água, entre outros. Ah, claro! E não pode faltar o bolo. São inúmeras opções: bolo simples, bolo em camadas, bolo fake, cupcakes, bolo no pote... O importante é que ele esteja em lugar de destaque, tenha como referência o tema da festa e seja parte da decoração. O que você vai servir aos convidados também está atrelado ao tema, por exemplo, uma “festa sorveteria” deve ter sorvete, paletas e muitas frutas.
 

6. Animação 
Se há uma coisa que não pode faltar uma boa festa é a animação.  Normalmente música embala e contagia festa de qualquer idade. Quando a festa tem mais crianças com até 3 anos, o ideal é promover a distração com brinquedos, desenhos para colorir, massinha e balões modeláveis. Já para crianças maiores é interessante pensar em contratar uma atração como mágico, palhaço ou animador. Mas, sempre há a possibilidade de improvisar diversão com brincadeiras de roda, piques e jogos de tabuleiro.

Outra opção são as oficinas de trabalhos manuais com supervisão de um adulto, que pode ser da família ou mesmo alguém contratado para acompanhar as atividades. Quando o tema da festa é “cupcakes”, por exemplo, uma ótima opção é a oficina de cupcakes, onde as crianças os decoram e os levam para casa como lembrancinha da festa. 

7. Decoração

Agora a imaginação é o seu guia!!! Costumo dizer que esta é a parte mais divertida para o organizador.  A decoração está em todos os detalhes: bolo, bandejas, doces, balas, biscoitos, bebidas, mesas dos convidados, painel, área externa. Tudo pode ter um toque especial.

A decoração valoriza o ambiente e dá moldura as fotos e registros da sua festa. Tem opções pra todos os gostos e bolsos. É claro que não pode tomar a maior parte do seu orçamento, então é hora de utilizar muitas coisas que você já tem em casa ou na casa dos seus parentes e amigos. Ou também deixar aflorar seu lado artístico e produzir peças para serem utilizadas na festa e depois em casa.

Os itens personalizados auxiliam bastante nesse momento, pois além de incrementar a decoração e deixar a sua festa única, servem de lembrancinha aos convidados.


8. Lembrancinha

A lembrancinha é um pedacinho da festa que seu convidado leva pra casa. Tem de todo tipo. Como já disse acima, pode ser uma produção de oficina manual, um personalizado que decorava a mesa do bolo ou uma surpresinha reservada para a saída.  E claro, precisa estar afinada ao tema da festa.

As crianças sempre esperam receber lembrancinhas, principalmente contendo guloseimas. Mas, atenção! Calcule o número desses itens com uma margem de 15% a 20% a mais do número de crianças esperadas, pois sempre aparece um convidado a mais e não dá pra deixar criança sem lembrancinha. 


9. Organização 

Todo o processo de planejamento da festa deve começar com a maior antecedência possível. Não deixe tudo pra última hora.  E no dia a festa não é diferente:
  • Comece a arrumação o mais cedo possível, afinal, imprevistos acontecem.  
  • Peça ajuda aos amigos e familiares, pois sempre tem alguém com jeito pra uma coisa e outra ou simplesmente alguém com disposição pra ajudar.  
  • Tenha em mãos os contatos dos serviços contratados, caso hajam.  
  • Esteja pronta para receber os convidados pelo menos uma hora antes do horário marcado, pois sempre tem os ajustes e detalhes que são feitos nos últimos instantes. 
  • E o mais importante... divirta-se no seu evento, orgulhe-se do que você produziu e aproveite os elogios.  


Então, mãos à festa!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que bom que você passou por aqui! Deixe seu comentário e vamos trocar ideias!